Imagine. Tudo Igual. Uma Só Língua.

Tempo de leitura: 4 minutos

If you differ from me, my brother, rather than harm me, you enrich me. (Antoine de Saint-Exupéry)

Segundo o cientista, astrônomo e escritor norte-americano, Carl Sagan, “A Terra é um palco muito pequeno em uma imensa arena cósmica.”

Neste “palco muito pequeno”, os atores falam línguas diferentes; suas culturas, crenças e costumes são diferentes; suas cores, aparências, talentos e sonhos são diferentes; seus valores, a forma como se organizam, como se relacionam, são diferentes… e a soma dessas diferenças é a maior riqueza desse planeta, a sua forma mais bela de ser muito mais do que um “pálido ponto azul” na “escuridão cósmica”… ser o nosso lar.

Nessa “imensa arena cósmica”, as diferenças entre os corpos celestes (luas, sóis, asteroides, planetas, galáxias, estrelas, sistemas solares) é o que permite que este “palco muito pequeno” seja o único mundo conhecido até agora que sustenta vida.

Imagine se todos estes corpos celestes do universo (ou “universos”, como clamam alguns cientistas) fossem iguais, sem diferenças, sem particularidades… será que existiríamos? Será que estaríamos hoje aqui aprendendo com nossas diferenças? Aprendendo com as diversas culturas… aprendendo outros idiomas… Será que o Planeta Azul seria… azul?

Há hoje no mundo um “chamado”, um “grito”, para olharmos para o processo de globalização (integração econômica, social, cultural e política, entre as nações) como uma espécie de “solução” para os problemas mundiais, clamando que, ao cair das fronteiras, a humanidade será aprimorada – passará por um upgrade.

Esse texto é para estimular a nossa capacidade de questionar

Será mesmo que a ideia de uma “aldeia global” tornaria o mundo melhor?

Você já se pegou cantando a famosa canção do John Lennon, Imagine, e até se emocionando com a beleza de sua melodia (uma balada de piano com um toque leve de rock, num compasso de 4/4)? E a letra, também te emociona? Você realmente imagina que um mundo sem fronteiras, sem países, sem religiões, sem posses (ninguém é dono de nada, tudo pertence a todos, na mesma medida, do mesmo modo)… seja o mundo ideal? Você já parou para entender o que diz a letra desta canção?

É importante refletir se iguais em dignidade também significa iguais em talentos, aptidões, desejos, motivações… vocações.

Longe de ser polêmico, este assunto está diretamente relacionado ao nosso comportamento – que perpassa o debate – diante das transformações que o mundo tem passado, e continuará passando, e a urgência por sóbrias reflexões à respeito da igualdadeter igual, fazer igual, ser igual, pensar igual, responder igual…

Você gostaria de viver num mundo sem diferenças?

O que significa ser um cidadão, uma cidadã, global?

Porque você está investindo energia, tempo e dinheiro para aprender uma língua diferente da sua língua materna? Talvez, esta seja uma atitude de compartilhar as diferenças ao invés de eliminá-las.

Será que o John Lennon realmente gostaria de um mundo sem diferenças… sem diferenças musicais, por exemplo? … apenas um estilo musical, sempre a mesma melodia, o mesmo compasso, o mesmo tom, a mesma letra… um único hino mundial.

“Imagine… It’s easy if you try.”

————————————————————-

O Método de Imersão DEDA é DIFERENTE… ele não é um cursinho de inglês. Ele é a ferramenta que te dá a segunda coisa mais importante para você ser fluente em inglês: os recursos adequados (conteúdo sólido, numa poderosa plataforma neuropedagógica, somado à oportunidade de aprender novos assuntos e desenvolver um pensamento crítico enquanto você desenvolve as suas habilidades na língua inglesa).

Você quer saber qual é a primeira coisa mais importante?

VOCÊ … a sua determinação!

Não espere resultados diferentes se você continua fazendo as mesmas coisas, do mesmo jeito… Se o comum na sua vida tem sido as desculpas, experimente, então, a beleza da diferença e faça diferente… faça o que você sabe que deve fazer para alcançar os seus objetivos, realizar os seus sonhos. Pare de procrastinar!

Olha quão grande é a riqueza de um simples “pálido ponto azul” na “escuridão cósmica”! Assim também será o resultado da sua dedicação para elevar o seu nível de inglês e expandir o seu repertório de conhecimentos com a Plataforma DEDA.

É hora, então, de parar de imaginar e fazer acontecer.

Let’s rock!


Gostou do artigo? Então comente abaixo e aproveite para tirar as suas dúvidas!